O Governo tem anulado as dívidas de até R$ 5 mil de milhares de brasileiros.

Recentemente, as autoridades governamentais divulgaram um anúncio afirmando que têm a intenção de perdoar as dívidas de até R$ 5 mil e proporcionar um novo começo para os cidadãos brasileiros. Essa medida oferece uma oportunidade significativa para aqueles que estão com dificuldades financeiras, permitindo-lhes colocar suas finanças em ordem ao reduzir ou quitar todas as dívidas registradas em seus nomes.

O Desenrola, lançado oficialmente em 5 de junho, tem se destacado como a principal iniciativa do Governo Federal nos últimos meses. Segundo o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, essa medida visa reduzir a quantidade de cidadãos endividados em todo o país.

Uma das principais propostas do Desenrola é a possibilidade de perdão de dívidas de até R$ 100. No entanto, essa ação está condicionada à adesão por parte dos credores interessados.

De acordo com o comunicado do ministério, pessoas com dívidas terão a opção de liquidá-las integralmente ou por meio de um financiamento bancário, em um período de até 60 meses, sem a necessidade de entrada e com uma taxa de juros mensal de 1,99%. A primeira parcela do pagamento será cobrada 30 dias após a renegociação. É importante ressaltar que todas as transações devem ser realizadas através de um aplicativo de celular que está em processo de desenvolvimento.

O programa Desenrola Brasil já está em pleno funcionamento?

O governo tem a expectativa de iniciar o programa em julho, com a possibilidade de beneficiar mais de 70 milhões de pessoas. Contudo, especialistas afirmam que é improvável que isso se concretize, mesmo com a declaração do ministro da Fazenda de que a negociação das dívidas com os credores será possível a partir do próximo mês.

Para os especialistas será muito difícil organizar os leilões que concederão os descontos até o próximo mês, até porque, como o próprio Haddad, afirmou, os credores ainda terão que se credenciar.

Compreenda o processo de negociação das dívidas e seu funcionamento

O programa Desenrola Brasil apresentará duas opções de renegociação. Os contratos podem ser assinados até 31 de dezembro de 2023 e não haverá cobrança de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) sobre os valores pagos.

A fim de se qualificar para a faixa 1 do programa, os devedores devem atender aos seguintes critérios:

-Ter o nome no cadastro de inadimplentes até 31 de dezembro de 2022
-Ter dívidas de até R$ 5.000
-Renda mensal de até dois salários mínimos (R$ 2.640) ou que tenha inscrição no CadÚnico
-Dívidas têm de ser de natureza privada
-Não entram no programa financiamento imobiliário, crédito rural e outras operações
-Devedores serão incentivados a realizar curso de educação financeira

A segunda categoria destina-se a indivíduos que possuem dívidas bancárias e que terão a oportunidade de renegociar diretamente com a instituição financeira. Como contrapartida aos descontos nas dívidas, o governo fornecerá incentivos regulatórios para promover um aumento na disponibilidade de crédito.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *